Mais cor, por favor!

30 de março de 2017 / 2 Comentários

Eu amo preto e branco! É só olhar a ilustração do topo do blog. Conversando com diferentes mulheres, muitas afirmam que no dia a dia têm dificuldades de usar estampas e mix de cores. E sabe de uma coisa? Eu também! Mas, desde o no passado comecei (aos poucos) a acrescentar tons de verde, azul e até pink… Para esse ano, eu me desafiei a usar amarelo e laranja. Acredito que com um pouco de atenção podemos melhorar nosso estilo que está sempre em mutação (ainda bem!) e ampliar nossos horizontes fashion.

Para quem gosta do básico, ama o preto e não consegue se vê em outras cores; sugiro que preste atenção no seu tom de pele e faça um simples teste: pegue uma caixa de lápis de cor e aproxime cada cor ao seu rosto, observe que algumas cores “acendem” o olhar, outras “apagam”. Eu encontrei a minha cor: o verde! Do verde oliva ao greenery (a cor do ano pela Pantone) percebi que os tons mais escuros equilibram meu tom de pele amarelado e minha cabeleira morena.

 

Folheando um catálogo da Quintess de uma colega de trabalho (obrigada Ilma!). Vi esse vestido, gostei e o pedi. Quando chegou, precisei levar pra ajustar os ombros na costureira (pois tenho obsessão com caimento dos ombros).

Não quis usar uma sandália nude, olha eu aqui de novo querendo me desafiar, queria usar cor forte com cor forte! Esse scarpin Schutz foi um achado, a cor dele é linda Azul Klein (tonalidade em homenagem ao artista francês Yves Klein), comprei na promoção e foi menos de R$ 200. Esse é o acessório que faz a diferença, você pode estar básica, clássica e ele arremata o visual. Logo, foi um ótimo investimento!

Misturar cores exige… Coragem! Minha sobrinha Mariana vendo essas fotos falou: “Tia, a senhora tá homenageando a Itália?” Gargalhei é lógico! Não temos que ter medo da moda, eu repliquei seu questionamento: “A Itália e o mundo! Mais cor, por favor!”

Fotos: Renato Redman

Dedico esse post a memória de minha avó Natalina Pereira de Melo que descansou eternamente no último dia 16. Vivaz, independente, fashionista, vaidosa e destemida vovó viveu 91 anos intensamente. Isso nos conforta e fica as boas lembranças! Seguir de cabeça erguida e sorriso no rosto é sem dúvida um dos seus legados. Obrigada!

Maíse
Oliveira
#somostodosdaselva
você pode gostar...
2 Comentários
  • Rosemary Mont'Alverne 31 de março de 2017 às 2:01

    Adorei Maísa, muito bom gosto nas postagens, e você sempre linda! Grande abraço!

  • Alynne 11 de abril de 2017 às 9:21

    Ousar, se desafiar em qualquer aspecto é sempre muito bom! Traz uma sensação de liberdade e de que somos capazes. E a ideia de fazer isso no dia-a-dia, na montagem de looks é o máximo! Amei o post!!

    Bjuusss!!

  • Deixe seu comentário